Editorial


A nossa Freguesia conheceu nestes últimos três anos um novo pretexto para a evidência do movimento associativo e para o convite a sair de casa e partilhar o mês dos Santos Populares. Boa tradição portuguesa que traz o feriado a Lisboa, pelo Stº António, e o mesmo acontece no Porto, com o S. João.

Mas um pouco por todas as localidades portuguesas, os Santos Populares preenchem e auxiliam muito a chegada do Verão, o maior convívio entre as pessoas, a ocupação das ruas e dos salões de baile e a boa sardinhada, que faz a delícia de todos.

Na Guarda acontece o programa Santos do Bairro e na edição deste ano mais bairros participaram. Mas a iniciativa compreende, além da festa popular, o concurso das marchas e ainda a seleção da melhor Boneca de Cristal, muito associada à tradição na nossa cidade.

A par destas várias organizações assistimos à Feira Anual de São João pelas ruas do Centro da cidade, aos bons petiscos servidos nas “barraquinhas” geridas pelas Associações da Freguesia e à feira de artesanato.

Um forte bem-haja à CMG pela ideia e ao movimento associativo que de ano para ano demonstra o quão foi acertada aquela mesma ideia.

 

Outro movimento forte na freguesia traduziu-se na celebração religiosa que correspondeu à ordenação episcopal do Padre António Luciano na missão de Bispo de Viseu. Qualquer que seja a crença religiosa a escolha de algum dos nossos cidadãos é sempre motivo de júbilo e essa satisfação apraz-nos deixar registada formulando votos de excelente desempenho a D. António Luciano, que a par de D. António Moiteiro, Bispo de Aveiro, são originários da nossa diocese e na Guarda desempenharam o seu sacerdócio.

Fica o nosso reconhecido agradecimento pelo que fizeram e seguramente vão continuar a fazer.
































Notícias/Eventos


O último mês do ano letivo traz-nos as habituais festas-convívio nos jardins-de-infância (JI) e nas quais também participam os alunos, docentes e auxiliares de algumas das escolas do 1º Ciclo (EB). Concluiu-se mais um ano letivo e com satisfação a Junta de Freguesia conseguiu mais uma vez honrar a sua presença no ensino pré-escolar e nas turmas do 1º e 2º ano de escolaridade.

E, essa presença traduz-se em duas propostas de apoio pedagógico ao trabalho dos docentes e melhores condições de aprendizagem para as crianças/alunos.

Fomos assim convidados para presenciar as festas comemorativas do final do ano letivo com muitos números de dança, canções, teatros e outras expressões artísticas.

E podemos verificar a validade dos trabalhos das educadoras e dos professores que semanalmente estão nos JI; estes últimos, no âmbito do projeto de apoio da Freguesia à lecionação das áreas da educação física, musical e expressão dramática.

Por outro lado nas turmas do 1º e 2º ano de escolaridade realizou-se pelo segundo ano a reunião final de avaliação do projeto Estou Atento, aprendo melhor com os professores das turmas abrangidas e os psicólogos que semanalmente dinamizaram nas salas de aula o projeto anunciado.

De salientar que este ano letivo correspondeu a um aumento da abrangência desta proposta pedagógica. Além das turmas do 1º ano também as do 2º ano foram englobadas.

A todos os intervenientes no processo educativo -pais, alunos, professores, auxiliares e outros técnicos de educação-, deixamos e formulamos os votos de um bom e retemperador tempo de férias e de Verão.































 Assembleia de Freguesia


Reuniu, no dia 26 de junho, em sessão ordinária, a Assembleia de Freguesia da Guarda.

Esta sessão ficou marcada pela entrada de 5 novos deputados que substituíram outros tantos que não puderam estar presentes.

A Ordem de trabalhos compreendeu a 1ª revisão orçamental do orçamento aprovado em dezembro de 2017 para o ano de 2018.

Este ponto da ordem de trabalhos mereceu a votação maioritária dos eleitos com 7 abstenções.

Concretamente a revisão orçamental é um mecanismo que facilitou nesta oportunidade a inserção do saldo da gerência anterior bem como a inclusão dos valores que decorrem do procedimento negocial com a CMG e resultaram no apuramento de um valor que pela sua expressão obrigam a uma revisão orçamental.

Um outro novo valor resultou da aprovação da candidatura protagonizada pela Freguesia ao programa “JUNTAr” no âmbito da economia circular.

O conjunto das três parcelas perfaz um valor de cento e vinte mil euros que são agora acrescentados ao total do orçamento.

Como antes foi referido o grande investimento/obra do ano vai ser a primeira fase das obras de alargamento do Cemitério da Guarda-Gare.

Entretanto, e por unanimidade, foram votadas as várias moções e votos de louvor dos quais destacamos o louvor e satisfação pela escolha do Padre António Luciano para Bispo de Viseu e o voto de pesar pelo desaparecimento do Dr. António Arnault conhecido pelo cognome de “pai” do serviço Nacional de Saúde.






































Trabalhos


Nas semanas 23, 24, 25 e 26 de junho, a grande preocupação da pequena equipa de trabalho no exterior da Freguesia prendeu-se com a limpeza e corte da vegetação: ao longo das bermas dos caminhos, na zona da Pocariça e áreas adjacentes como Catraia dos Galegos e Corte do Cavalo, bem como na Quinta do Pombo; nos bairros da Caixa, São Domingos, Pinheiro e Nª Srª de Fátima, nas Urbanizações da Tapada do Coelho e do Vale do Além, na Sequeira, Malmedra, Lameirinhas, Castelos Velhos, nas ruas do Povo, da Corredoura, da Igreja, do Repouso, das Carreiras Velhas, na contígua à Escola da Sé e na ligação à Rasa; passou-se ainda em todos os cemitérios da Freguesia.

Correspondemos às solicitações das Escolas: limpamos a área envolvente do JI de Alfarazes; na EB1 do Espírito Santo arranjamos e substituímos torneiras e sanitários; nas Lameirinhas e no B. da Luz colocamos guarda-sóis para as atividades de final de ano letivo.

Prestou-se colaboração a: II Festival de Música de Coral; festejos dos “Santos do Bairro”; Dia do Refugiado; Associação de Surdos; recolha de sangue; prova do Clube de Ciclismo da Guarda; Cápsula do Tempo; e, concluímos a obra na Casa da Sagrada Família.

Também na horta comunitária ficou concluída a recuperação do muro e a preparação da terra para os trabalhos agrícolas, que este ano vão começar mais tarde!

Continuam em execução os trabalhos nos tanques da Freguesia, tendo-se lavado o tanque da Póvoa.