Editorial

Após alguns anos de espera, foi assinado dia 8 de maio o contrato de apoio financeiro da Direção Geral das Autarquias Locais, para o NDS poder iniciar a obra de requalificação da Casa do Povo dos Galegos, pertença da Freguesia da Guarda.
Na cerimónia, onde estiveram presentes o Dr. Carlos Miguel, Secretário de Estado e o Presidente da Câmara Municipal, Dr. Álvaro Amaro, foi igualmente publicitado um reforço do apoio financeiro com o contributo da CMG.
Quando a obra for finalizada a população dos Galegos/Catraia dos Galegos fica com uma verdadeira casa de convívio que estará igualmente disponível para toda a comunidade.
Saudamos vivamente esta opção, também desejada pela Junta de Freguesia, porquanto se encontra em mau estado de conservação e, reconheça-se, vamos tendo alguma falta de resposta aos múltiplos pedidos de apoio para a utilização de instalações de cariz recreativo.
No quadro das disponibilidades financeiras e materiais da Freguesia procuraremos prestar todo o apoio e colaboração à melhor concretização deste importante projeto de arranjo do edifício.
Maio fica ainda marcado pela segunda reunião que a Junta realiza aberta à participação da população. Nesta oportunidade convidámos também a população dos Galegos que acorreu em número agradável à sessão e colocou muitas questões, num diálogo vivo e aberto sobre os desafios que se colocam ao desenvolvimento daquela localidade pertencente à Freguesia da Guarda.


























Deliberações da Junta de Freguesia

No passado dia 10 de maio foi assinado na sede da Freguesia o contrato de entrega da obra correspondente à 1ª fase do alargamento do Cemitério da Guarda-Gare.
Na singela sessão esteve presente o responsável da empresa vencedora do concurso, os membros do executivo da Freguesia e também o Presidente da Assembleia de Freguesia.
Com a assinatura do contrato conclui-se o 1º momento de um processo, que se iniciou com o lançamento do concurso no final do ano transato e é agora adjudicado. Durante o mês de junho iniciar-se-á no terreno a concretização desta importante obra para a freguesia.
Recorde-se que a par da construção do ringue da Quintãzinha do Mouratão trata-se da obra mais dispendiosa a que vamos dedicar-nos financeiramente, falando na execução orçamental de 2018 e 2019. Esta fase está estimada em cerca de sessenta e cinco mil euros, comparticipada também pela Câmara Municipal com quarenta mil euros.
Continuaremos a dar eco da evolução da obra, contando que a mesma fique concluída até final do ano em curso.










































Trabalhos

 

Em maio continuaram os pedidos dos Estabelecimentos de Ensino, para realizar trabalhos particularmente de limpeza dos logradouros: no Centro Escolar da Sequeira, nas EB1 de Stª Zita, B. do Pinheiro, B. da Luz e Lameirinhas.
Também a limpeza urbana foi uma constante: concluiu-se nos Galegos e na Catraia dos Galegos, na Sequeira, no Camalhão e na Corredoura; e, iniciou-se na Tapada do Coelho. Realizamos o corte da vegetação em redor da Capela da Srª do Mileu e das escavações arqueológicas que aí se localizam. A limpeza generalizou-se aos sete cemitérios sob responsabilidade da Junta bem como atrás do edifício da Sede Deliberativa da Freguesia. Foi ainda possível colocar uma tampa num sumidouro, na Rua Fernanda Ribeiro.
Continua em execução a obra de construção do telheiro para grelhador e forno, na Casa da Sagrada Família, a concluir para o Arraial de São Pedro!
Outra obra que vem sendo executada e conheceu evolução foi a do alargamento da R. do Calvário, na Sequeira: nesta fase, e com recurso a calceteiros, colocaram-se cubos de granito no piso que se acrescentou à rua. E, aproveitando os mesmos recursos, foi calcetada a R. da Bica, no acesso ao tanque do Carapito.
Os 9 tanques públicos existentes na Freguesia (Carapito, Alfarazes, Póvoa, Galegos, Sequeira, Quintazinha, Monte Barro, Rio Diz e Rasa) foram então alvo de limpeza. Havendo alguns limpos pelos próprios residentes, ficaram os restantes a cargo dos colaboradores da Freguesia.
Após os proprietários do terreno, já utilizado no mandato anterior para Horta Comunitária, renovarem a sua cedência, iniciámos a regularização e preparação do solo, de modo a serem retomados os trabalhos agrícolas.







































 Notícias /Eventos

 

 A Junta de Freguesia saúda efusivamente o papel que a comunidade africana vai tendo junto dos alunos do IPG, seja pela organização da Semana Africana e da Diversidade Cultural, que decorreu entre 23 e 27 de maio, seja pela organização, por parte do Gabinete de Apoio ao Aluno do IPG, da tarde multicultural.
A primeira das iniciativas foi organizada pela Associação de Estudantes dos Países de Língua Oficial Portuguesa e contou com dias cheios de atividades trazendo à Guarda outros jovens estudantes africanos, que mostraram a sua gastronomia, as suas culturas, jogaram futebol e finalizaram a semana com uma missa na Sé Catedral.
Já na Tarde Multicultural, houve apresentação de números de dança, música e poesia, protagonizados pelos alunos do IPG provenientes das várias latitudes do mundo e que estudam na Guarda diversos cursos; especial destaque para os que são provenientes de África; mas, também escutámos alunos turcos e brasileiros.
A Junta de Freguesia parabeniza todos aqueles que se dedicam a um maior e melhor entrosamento e partilha de saberes entre as diversas nacionalidades que escolheram a Guarda para estudar, e quem sabe cá ficar a viver ou servirem-se bem do que aprenderam, para auxiliar os países de origem a fortalecer o seu relacionamento com a Guarda e Portugal.